Síndrome de Down tem diretriz

Compartilhe



Síndrome de Down tem Diretriz

 

As pessoas com síndrome de Down têm maior probabilidade que o restante da população de apresentar algumas questões de saúde e, por essa razão, precisam ter um acompanhamento médico diferenciado. As “Diretrizes de Atenção à Pessoa com Síndrome de Down”, explicam as principais ocorrências e estabelecem um calendário de acompanhamento médico, exames e vacinas indicadas, para que as pessoas com síndrome de Down possam ter uma vida plena e saudável. Compartilhe com seus amigos e médicos. Clique aqui e confira as diretrizes

Materiais de apoio à saúde produzidos pelo Movimento Down, disponíveis para download gratuito.

 

O apoio à família na hora do diagnóstico faz toda diferença na vida de uma pessoa com síndrome de Down. Elaborada por quem já passou pela experiência, o Guia “Três Vivas para o Bebê” acolhe e orienta as famílias para receberem a criança com todo carinho, colaborando para o desenvolvimento de toda sua potencialidade. Leia mais

 

A “Caderneta de Saúde” traz os principais exames, vacinas e curvas de crescimento para crianças com síndrome de Down. Confira a caderneta de saúde

 

As “Cartilhas de Saúde” informam sobre as questões médicas que podem ocorrer com mais frequência em pessoas com síndrome de Down: Alterações no Sangue, Alterações Ortopédicas, Problemas de Audição, Cuidados com a Saúde Bucal, Diabetes, Problemas do Sono, Disfunções da Tireoide, Questões Gastrointestinais, Espasmos Epiléticos, Problemas de Visão, Problemas Cardíacos e Questões Dermatológicas. Confira as cartilhas de saúde

 

Com base nas diretrizes, criamos a cartilha “Cuidados de Saúde para Pessoas com Síndrome de Down”, em versão acessível para pessoas com deficiência intelectual. Confira

 

O “Guia de Estimulação” para crianças de 0 a 3 anos orienta famílias e profissionais sobre a intervenção precoce, fundamental para o desenvolvimento motor, cognitivo e comunicacional das crianças. Confira guia de estimulação

 

Os vídeos tutoriais da série “Crescer com Síndrome de Down” facilitam a realização dos exercícios de estimulação em casa. Confira

 

ELO21

O aplicativo Elo21 foi criado por profissionais da Santa Casa de São Paulo para facilitar o gerenciamento de informações médicas, consultas e exames pelas pessoas com síndrome de Down e seus familiares. Confira

IOS 

ANDROID 

 

21/3 Dia Internacional da Síndrome de Down

 

Por que 21 de março?

O dia foi escolhido pela organização Síndrome de Down Internacional em 2006 (http://www.worlddownsyndromeday. org/) em alusão aos três cromossomos no par de número 21, que as pessoas com síndrome de Down possuem. Daí o dia 21/3.

Por ser um dos países mais empenhados para promover a data, em 2010 o governo brasileiro solicitou que 21 de março entrasse no calendário oficial da ONU, o que aconteceu no ano seguinte. A data é importante para garantir direitos, celebrar a vida e dar voz às pessoas com síndrome de Down.

 

Sobre a Síndrome e Down

 

A síndrome de Down é uma ocorrência genética natural e universal, presente em todas as etnias e classes sociais. No Brasil estima-se que haja mais de 200 mil pessoas com a síndrome. Não é correto dizer que uma pessoa é portadora, sofre de, é vítima de, padece ou é acometida por síndrome de Down. O correto seria dizer que a pessoa tem ou nasceu com síndrome de Down. Pessoas com síndrome de Down têm rompido muitas barreiras e apresentado grandes avanços. Em todo o mundo, e também no Brasil, há pessoas com síndrome de Down estudando, trabalhando, vivendo sozinhas, se casando e chegando à universidade.

 

Educação Inclusiva

Todo aluno com síndrome de Down ou qualquer outra deficiência tem direito ao acesso, permanência, aprendizado e conclusão em escolas comuns, tanto públicas como particulares. Também tem direito a adaptação em provas e concursos como vestibulares e no ENEM. Decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que escolas e cursos privados não podem negar matrícula nem cobrar taxas extras de alunos com síndrome de Down. Veja os detalhes na cartilha “Escola para Todos”. Confira

 

“Direito à Educação” – Cartilha da OAB e Ministério Público do Rio de Janeiro com orientações sobre o direito à educação sob a perspectiva inclusiva. Confira

 

 Benefícios

 

As pessoas com síndrome de Down, assim como as pessoas com outros tipos de deficiência, podem se beneficiar da lei de cotas no trabalho, prioridade em filas, Benefício de Prestação Continuada (BPC) para famílias de baixa renda, entre outros benefícios.

 

Direitos

Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência, que tem valor de norma constitucional.

 

Lei Brasileira de Inclusão

 

A melhor forma de combater o preconceito é através da informação e da inclusão de TODAS as pessoas, na família, na escola, no mercado de trabalho e na comunidade.

 

Mais informações: www.movimentodown.org.br

www.facebook.com/MovimentoDown/

contato@movimentodown.org.br