Profissionais de saúde se reúnem em prol do Aleitamento Materno

Compartilhe



O auditório da Associação Mineira do Ministério Público, em Belo Horizonte, foi pequeno para o tamanho do interesse pela XIII Jornada de Atualização em Amamentação da Sociedade Mineira de Pediatria (SMP). O evento é uma realização do Comitê de Aleitamento Materno da SMP e aconteceu em 04 e 05 de agosto, dentro da Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM). De caráter multidisciplinar, como deve ser o atendimento à mãe que amamenta, a Jornada reuniu 170 profissionais de saúde, entre eles, pediatras, ginecologistas, fisioterapeutas, enfermeiros, nutricionistas, fonoaudiólogos e estudantes.

O amor pela causa do aleitamento materno marcou todas as aulas da Jornada, tendo início nas rápidas, mas emocionantes, falas da mesa de abertura, que contou com a presença da presidente da SMP, Maria do Carmo Barros de Melo; a presidente do Departamento Científico de Aleitamento Materno da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Elsa Regina Justo Giugliani; a presidente do Comitê Científico de Aleitamento Materno da SMP, Maria Cândida Ferrarez Bouzada Viana; a coordenadora do Banco de Leite da Maternidade Odete Valadares, Maria Hercília Barbosa; e a presidente do Comitê de Aleitamento Materno da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG), Vânia Aparecida Lima. Para Maria Hercília, que resumiu o sentimento da mesa, todos ali presentes não são somente trabalhadores da área de saúde, são apaixonados pelo aleitamento materno, que desejam um Brasil melhor e um mundo melhor.

Defensor da amamentação

O Prêmio Defensor da Amamentação 2017, uma iniciativa do Comitê de Aleitamento Materno da SMP, foi concedido à pedagoga e artista plástica Vânia Aparecida Lima pela sua dedicação ao tema desde que tinha 18 anos. Em 1980, quando começou na extinta Legião Brasileira de Assistência (LBA), Vânia iniciou seus trabalhos com mães e crianças. Fez parte do quadro inicial de pessoas entusiasmadas com o aleitamento materno do Banco de Leite da Maternidade Odete Valadares, quando este foi inaugurado, em 1986. No ano seguinte, o primeiro Posto de Coleta de Leite de Minas Gerais, em Betim, abria suas portas, com a ajuda da pedagoga. Ficou conhecida pela criação das Mamas Pedagógicas, Família Colchete (juntamente com Elisabeth Blanc) e Mãe Gotinha, sempre com o objetivo de promover e incentivar o aleitamento materno de forma lúdica, mas comprometida. Vânia fez parte da equipe que criou o Banco de Leite de Betim e, desde 2011, é presidente do Comitê de Aleitamento Materno da SES/MG.

Programação Científica

Com cinco palestras e cinco mesas redondas, a programação científica da Jornada se iniciou com a aula sobre a Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC), proferida por Elsa Giugliani. Ela fez um histórico da iniciativa mundial, que completou 25 anos em 2016, e falou dos desafios, sendo principal deles “como fazer a IHAC ter a força que tinha no início dos anos 2000”. Outro destaque da programação, a palestra do professor e pediatra Joel Lamounier apresentou o tema da SMAM 2017: “Trabalhar juntos para o bem comum”. Pensado a partir do Objetivo 17 dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, “fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável”, o tema é uma reflexão sobre as redes de apoio para o incentivo à mulher que amamenta.

Assuntos como amamentação até dois anos, dificuldades na amamentação, aleitamento materno na prevenção de doenças, uso de chupetas, mamadeiras e intermediários, amamentação em livre demanda, entre outros também foram tratados na Jornada.

Ao final do evento, três pôsteres foram premiados. O primeiro lugar ficou com o tema "Posição Canguru e Aleitamento Materno exclusivo em Recém-Nascidos Pré-Termo"; o segundo, "Prevalência do Aleitamento Materno em Recém-Nascidos com Idade Gestacional Inferior a 24 semanas em um Hospital Amigo da Criança" e o terceiro, "Práticas Educativas em Maternidade".