Nota oficial SMP sobre o Hospital Sofia Feldman

Compartilhe



NOTA OFICIAL – SOCIEDADE MINEIRA DE PEDIATRIA

Nos últimos anos, o Hospital Sofia Feldman está enfrentando uma grave crise financeira, com déficit mensal de R$ 1,5 milhão, salários e 13º de 2017 atrasados, funcionários em greve e leitos desativados. Situação que inviabiliza o funcionamento pleno da maternidade 100% SUS, considerada a maior do Brasil em número de atendimentos, com cerca de 900 partos/mês e mais de 2,5 mil diárias de internação de UTI neonatal/mês, de acordo com o Datasus.

A Sociedade Mineira de Pediatria reitera a importância do Hospital Sofia Feldman no cuidado e atenção às gestantes e aos recém-nascidos não só de Belo Horizonte, como de boa parte de Minas Gerais, sendo a maternidade referência para 300 municípios do estado. Acreditamos na necessidade de expansão de leitos e não de desativação. Portanto, a SMP solicita que as instituições envolvidas estudem uma forma de financiar o hospital em sua integralidade, não atrasando salários de colaboradores e evitando um possível fechamento.

Esperamos que uma solução seja dada o mais breve possível para que gestantes e recém-nascidos de Minas Gerais não fiquem desassistidos.

Diretoria Executiva da SMP