Nota de Repúdio

Compartilhe



A Sociedade Mineira de Pediatria, por meio desta nota, declara seu repúdio ao uso de material audiovisual com imagens de crianças e adolescentes nas campanhas dos dois candidatos à Presidência da República e nos vídeos, fotos e declarações que alguns grupos de eleitores dos dois candidatos vêm produzindo para as Redes Sociais. Esses materiais ferem, de maneira abusiva, a integridade, a liberdade e a dignidade das crianças e adolescentes de todo o Brasil.

O Brasil vive um período eleitoral delicado com propagação instantânea de fake news (notícias falsas) e notícias apelativas, como é o caso dos vídeos que circularam recentemente nas Redes Sociais com crianças repetindo supostas falas ou até defendendo efusivamente proposições dos candidatos à Presidência. Falas agressivas, que não deveriam ser utilizadas por ninguém, em especial por crianças, ainda mais com propósitos político-partidários.

Tais atitudes comprometem o desenvolvimento físico, moral e intelectual das crianças envolvidas, que deveriam estar protegidas pela família, pela sociedade e pelos órgãos públicos competentes, como preveem a Constituição Federal e o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A Sociedade Mineira de Pediatria também considera que os pais devam ser melhor orientados quanto à proteção de seus filhos, evitando riscos e exposições desnecessárias.

A Sociedade Mineira de Pediatria é uma instituição apartidária e entende que tempos de eleições são difíceis, mas a ética, a defesa e o respeito às crianças e aos adolescentes devem estar em primeiro lugar. Vamos buscar a paz e não a violência. Temos certeza de que todos buscamos um futuro melhor.

Diretoria Executiva da Sociedade Mineira de Pediatria

Outubro de 2018