Direito à segurança e qualidade de vida permearam Simpósio Pediátrico de Promoção da Saúde e Segurança

Compartilhe



Após a realização do 1º Fórum SBP sobre Violência na Infância e na Adolescência, nesta semana, Belo Horizonte recebeu mais um evento da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) em parceria com a SMP. Ao longo desta quarta, 31, e quinta, 1, temáticas relacionadas à saúde e segurança da criança e do adolescente focam enfocadas no Simpósio Pediátrico de Promoção da Saúde e Segurança, que contou com palestras e colóquios diversos.

“Esse é um tema fundamental, sobretudo em um tempo de mudanças políticas e ampla modernização como o nosso. Aprender sobre ele é necessário para que saibamos cobrar maior investimento na área da saúde infantil e do adolescente, contribuindo dessa forma para uma sociedade mais segura e feliz”, compartilhou a presidente da SMP, Maria do Carmo Barros de Melo, na mesa de abertura do encontro. Junto dela, fizeram parte do momento Edson Liberal, vice-presidente da SBP, Joel Cunha, presidente do Simpósio, Fábio Guerra, representante do Conselho Regional de Medicina do Estado de Minas Gerais (CRM-MG), além de Mario Roberto Hirschheimer, presidente do Departamento Científico de Segurança da SBP.

Em sua fala, Fábio Guerra mencionou a importância de se defender os direitos das crianças e adolescentes brasileiros e aproveitou para dividir com o público a satisfação pela parceria entre SMP e CRM. “É gratificante ver que estamos conseguindo capacitar pediatras e médicos residentes de todo o estado por meio de nossos cursos. Os resultados, principalmente com as atividades de reanimação neonatal, têm sido bastante positivos”, concluiu.

Direito à segurança e qualidade de vida

Já o presidente do Simpósio fez questão de explicar um pouco do tema escolhido e desejou que o conteúdo compartilhado durante os dois dias se torne um impulsionador para melhorar a vida do paciente. “Acreditamos que todas as crianças e adolescentes têm o direito de ter o acompanhamento do pediatra nessa fase tão importante da vida. Todos têm direito à segurança e devem ser acolhidos. Aqui, desejamos provocar a reflexão dos inscritos a partir de uma abordagem correta, científica, segura, humana e ética. Que possamos promover qualidade de vida e mais saúde”.

Mario Roberto e Edson finalizaram as apresentações iniciais com altas expectativas para as atividades que se seguiram. A partir delas, nas palavras de Mario, “podem sair muitas coisas boas no futuro, pensando em uma temática tão pertinente”, enquanto, para Edson, tratar o tema de forma multifacetada é algo essencial. “Essa abordagem interdisciplinar é fantástica e o melhor para o paciente. Ela é a nossa filosofia”, concluiu.

Mesas redondas e conferências sobre assuntos como inclusão escolar e ética na relação pediatra permearam a tarde do dia 31. O Simpósio Pediátrico de Promoção da Saúde e Segurança foi finalizado hoje, dia 1, com mais um ciclo de atividades.