Dr. José Américo: uma homenagem na Academia Mineira de Pediatria

Compartilhe

No Centro de Treinamento da SMP, a Academia Mineira de Pediatria faz uma homenagem ao Dr. José Américo com a presença da família e de amigos

Era final de tarde de uma quinta-feira, 29 de novembro, no Centro de Treinamento da Sociedade Mineira de Pediatria (SMP). Os membros da Academia Mineira de Pediatria terminavam sua Assembleia, onde discutiam o Fórum Nacional da Academia Brasileira de Pediatria, que vai acontecer em 2019, e outros assuntos. Foi quando chegaram a família e os amigos de um dos importantes pediatras brasileiros, ex-presidente da SMP e componente da Academia Mineira, desde sua fundação, em 2005: José Américo de Campos, falecido em janeiro de 2018. Por iniciativa do presidente da Academia, Paulo César Pinho Ribeiro, a instituição prestou uma merecida e emocionante homenagem a José Américo.

A apresentação sobre a vida pessoal e profissional do médico ficou a cargo do amigo de longa data e também ex-presidente da SMP e membro da Academia, José Sabino de Oliveira. Os dois se conheceram em 1974, quando Sabino era residente no Hospital da Baleia. Sabino chamou a atenção para o pioneirismo de José Américo na prevenção de acidentes e de violência contra crianças e adolescentes. Lembrou do importante trabalho que fez à frente do Departamento Científico de Segurança da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) nas várias gestões que fez parte e como chefe do Serviço de Toxicologia do Hospital João XXIII. “José Américo foi uma pessoa que ensinou muito, desde o meu primeiro ano como residente até seus últimos dias. Tenho-o quase como um pai”, finalizou Sabino.

Em resposta ao discurso emocionado de José Sabino, o filho de José Américo, Rodrigo Carneiro de Campos, também emocionado, agradeceu a homenagem da Academia a seu pai. Rodrigo disse que José Américo era um exemplo de pai e de profissional. “Eu comecei no consultório dele, que me ensinou muito. Eu não estava presente quando ele morreu, mas o carrego dentro de mim”, comentou. A esposa Ana Maria Carneiro Campos, também muito agradecida com a homenagem, leu textos dos outros dois filhos do pediatra, Henrique Carneiro de Campos, presente no Centro de Treinamento, e Júnea Carneiro de Campos. A irmã adotiva, Lourdinha Campos, o definiu com uma palavra: gratidão. Também estavam presentes netos, nora e outros familiares de José Américo.

A palavra foi aberta para todos os presentes. Os acadêmicos Navantino Alves Filho e Enio Leão registraram sua admiração pelo o amigo e colega de profissão. A pediatra e presidente do Departamento Científico de Segurança da SMP, Marislaine Lumena de Mendonça, uma das herdeiras de seus conhecimentos sobre segurança na infância e adolescência, falou que José Américo deixou um legado grande de proteção da criança. “Ele foi um inovador, até hoje seus ensinamentos são lembrados”, finaliza.

 

Newsletter

Cadastre e receba novidades da SMP.