Simpósio tem como tema a Nutrologia e o Desenvolvimento na infância

Compartilhe

Os pediatras Joel Lamounier e Liubiana Arantes conversam com os presentes no Simpósio

Nos dias 23 e 24 de agosto, o novo Centro de Convenções da Associação Médica de Minas Gerais (AMMG) foi palco de mais um evento científico da SMP: o 1º Simpósio de Nutrologia e Desenvolvimento Infantil, coordenado pelos Departamentos Científicos de Nutrologia e Desenvolvimento da SMP. Com uma plateia multidisciplinar, entre os mais de 150 presentes estavam médicos pediatras e de outras especialidades, nutricionistas, fonoaudiólogos, enfermeiros, terapeutas ocupacionais e estudantes, o Simpósio apresentou importantes e atuais temas.

Em sua fala de abertura, a presidente da SMP, Marisa Lages Ribeiro, fez questão de fazer um pequeno balanço das ações da gestão 2019-2020 até o momento. Ela destacou o documento redigido pela SMP sobre o relacionamento da instituição com a indústria e o fato dos eventos científicos estarem sendo gravados e posteriormente disponibilizados no site da Sociedade. “Um pedido antigo de nossos sócios do interior de Minas Gerais, pois, afinal de contas, somos uma Sociedade Mineira e não metropolitana”, explicou a presidente. Ela também apresentou sua família, dizendo que sem eles seria impossível estar à frente da SMP.

Programação

A programação científica foi iniciada com as aulas do pediatra e professor da UFSJ, Joel Alves Lamounier, membro do DC de Nutrologia da SMP, e da pediatra e professora da UFMG, Liubiana Arantes Araújo, vice-presidente do DC de Comportamento e Desenvolvimento da SMP. Os dois fizeram apresentações juntos sobre “Aleitamento Materno – vínculo, dificuldades e acolhimento da mãe” e “Fome oculta: deficiência de ferro e neurodesenvolvimento”, uma dinâmica que deu o tom do evento. Sobre a fome oculta, os palestrantes explicaram ser uma carência nutricional não aparente de um ou mais microrganismos, mas Liubiana comentou sobre a atual carência de afeto, que também prejudica o desenvolvimento de uma criança. “Precisamos nutrir a criança de afeto, quando as tocamos também desenvolvemos seu cérebro”, comentou a pediatra.

Ao longo do segundo dia de evento, vários outros temas foram abordados como a “Obesidade e os transtornos comportamentais”, “A arte de nutrir vínculos”, “Dietas da moda”, “Método BLW”, “Microbioma e o eixo cérebro intestinal” e “dificuldades alimentares”. O tempo de discussão e interação com a plateia foi de vital importância para o sucesso do evento.

 

Veja as fotos do evento