Com pouco leite, bancos em Minas Gerais não conseguem atender às UTIs neonatais

Compartilhe



Na Semana Mundial de Amamentação, promovida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), gerentes e coordenadores dos bancos de leites lançam alerta para a baixa do alimento nesses espaços.

Mesmo com estoques altos, a presidente do Comitê de Aleitamento Materno da Sociedade Mineira de Pediatria, Maria Cândida Bouzada, afirma que é preciso mais bancos de leite. “A Secretaria Municipal de Saúde até tem um programa para coleta nos centros de saúde, mas não temos onde armazenar e tratar”. Coordenadora da Atenção à Saúde da Criança e do Adolescente da secretaria, Márcia Parisi disse que um novo banco está em processo de implantação no Hospital Sofia Feldman, na zona Norte de BH.  Confira