Na beira da praia, não perca o seu filho de vista

Compartilhe

Resguardar o seu filho de todos os perigos que a beira da praia oferece significa não deixá-lo sozinho em nenhum momento. Se por um lado o ambiente favorece o incentivo à autonomia, à diversão e aos aprendizados, por outro, o desprendimento pode gerar acidentes e problemas de saúde a curto e longo prazo. Manter a criança no seu campo de visão em qualquer momento, mesmo que ela tenha sido orientada antes, é o principal cuidado que se deve ter com crianças na praia.

Segundo a pediatra Mônica de Almeida Vasconcelos, presidente do Comitê de Cuidados Primários da Sociedade Mineira de Pediatria, a partir dos seis meses a criança já tem imunidade suficiente para permanecer em espaços com aglomerados de pessoas e exposição solar. Ao entrar pelas primeiras vezes na água com o bebê, os pais devem carregá-lo no colo, para demonstrar segurança. A partir dos seis anos, os pequenos já podem tomar banho de mar sozinhos, desde que sejam observados de perto o tempo inteiro pelos responsáveis. A pediatra alerta: as boias infláveis não são confiáveis.

Brincar no sol é importante para as crianças porque ajuda a metabolizar o cálcio, responsável pelo crescimento e pelo desenvolvimento dos ossos. No entanto, a exposição solar deve acontecer somente até as 10h e após as 16h. O protetor solar, com fator mínimo número 20, deve ser aplicado 30 minutos antes da criança entrar na água e reaplicado a cada duas horas. Os filhos pequenos também devem usar roupas leves, chapéu e óculos escuros com lentes com proteção solar. O reflexo do sol na areia branca queima a pele da mesma forma que o sol direto, assim como ocorre em dias nublados. Por isso, é bom lembrar que o guarda-sol alivia o calor, mas não protege as crianças.

Uma alimentação saudável na beira da praia também pode evitar problemas de saúde como a desidratação. O calor faz com que a criança transpire de forma exagerada e perca muito líquido. Beber água, suco e água de coco é fundamental, além de conhecer a procedência dos alimentos. O ideal é levar para a praia lanches preparados em casa, como frutas e sanduíches. Preferidos pelas crianças, os picolés de frutas e de leite também alimentam e refrescam.

Portal Terra